Como abrir e fazer gestão de uma clínica odontológica?

Quando chegamos na concepção de abrir um negócio e avançar como empreendedor da saúde, chegamos as questões de como ganhar dinheiro e como abrir uma clínica na área, especialmente se ela for de odontologia.

Por isso preparamos para você esse guia, informações claras e precisas, para de forma eficiente e lucrativa. Passando desde a concepção do negócio, planejamento, gestão e legalização do mesmo. Vamos lá?

Começando o planejamento e a gestão da clínica odontológica

Essa parte é um processo contínuo e de aprendizado como um todo, para o empreendedor na área da saúde é necessário se apoiar em quatros pilares importantes para seu negócio.

Propósito

Todo negócio é criado para gerar lucro, desde sua idealização até o capital investido devem ter um retorno estipulado para estar dentro das expectativas do empreendedor, o lucro é a forma que a empresa encontra de poder realizar completamente seu propósito.

O objetivo é a forma que a clínica odontológica encontra para oferecer uma solução ao seu público-alvo. Seu paciente não chega em sua clínica buscando apenas um implante, mas sim almeja um sorriso lindo, e o propósito da clínica é oferecer essa solução. Sorrisos lindos através de um possível implante, conseguiu entender a ideia?

Então podemos concluir que para abrir e fazer gestão de uma clínica odontológica é preciso proporcionar soluções através de serviços, esse é o propósito de uma clínica.

Processos

O segundo pilar para seu negócio, são os processos. Para que sua empresa seja capaz de atingir a expectativa dos seus clientes é necessário que procedimentos sejam seguidos, tanto para levar as respostas para o público como para aumentar a lucratividade. São eles:

Captação de novos clientes

Trabalhando um relacionamento com o mercado e com a sua marca, divulgando seus serviços, política de cuidado ao cliente, pós-vendas, precificação, planilha de serviços etc. Esse é um dos processos mais importantes, pois sem a chegada de novos clientes sua margem de lucro diminuirá.

também temos de lembrar, que na área da saúde, é necessário seguir ao código de ética envolvendo ações de divulgação de serviço. Consulte o CRO da sua região.

Gestão Financeira

Tema importante, para proporcionar o conhecimento necessário, referente as transações financeiras de sua clínica odontológica e da gestão. Buscando os conhecimentos necessários, para o gerenciamento e administração de todo o dinheiro de sua empresa, moderando e analisando os custos, o capital de giro, fluxo de caixa, e também os resultados e investimentos.

Observe com atenção os clientes que precisam de prazos maiores para pagamento, e principalmente os convênios ou parcerias de longo prazo, analise bem as taxas de agentes financeiros como cartões de crédito ou outras formas de vantagens financeiras. Cuide da questão de descontos, visto que existe um código de ética odontológico que conduz essa parte e você precisa ficar dentro das normas.

Gestão Operacional

Processo de toda gestão operacional, de todos os itens citados acima. Orientado para produtividade e assertividade, procurando aplicar menos recursos e tendo mais qualidade atendendo as demandas do mercado e do público alvo.

A operação é focada em agilidade, flexibilidade e rapidez, combatendo desperdícios e problemas operacionais possíveis, auxiliando em todo o processo de capacidade da equipe, compras, estoque entre outros.

Planejamento da sua clínica odontológica com parcerias!

Parcerias principalmente na área da saúde são fundamentais para o desenvolvimento do seu negócio, sendo necessário estabelecer parcerias de confiança com laboratórios para exames, convênios, franquias etc.

Existem em algumas localidades até centrais de compras para o ramo odontológico que trabalham como parceiras, para obtenção de insumos e componentes com valores menores e em maiores quantidades.

Converse com potenciais parceiros em todos os lados, acerte negociações vantajosas para ambas as partes, analise se ceder em algum ponto pode não ser positivo no retorno financeiro.

Para abrir uma clínica odontológica preciso de um plano de negócios?

No plano de negócios, você saberá:

    1. Quem compra seus serviços
    2. Onde seus potenciais clientes ficam
    3. Qual a frequência que precisam de seus serviços
    4. Quais serviços que presta que atenderia as necessidades dos seus clientes
    5. Quem são seus concorrentes, onde estão, e quais seus pontos fortes e fracos?
    6. Quais os diferenciais que sua clínica oferece?
    7. Quais equipamentos precisa? Como funcionará essa parte?
    8. Qual o perfil de equipe que precisa?
    9. Previsão de gastos iniciais?
    10. Há disponibilidade de recursos?
    11. Precisará de investimento extra?
    12. Será sociedade? Como será o perfil dos sócios?
    13. Como precificar produtos e serviços?
    14. Quem são seus fornecedores, onde estão e as condições de negociação?
    15. Qual a quantidade mínima de produtos que precisa para iniciar?
    16. Quais serão os custos no negócio?
    17. Como organizar o fluxo de caixa?
    18. Quais as formas de comunicação nessa área, quanto custa, retorno e frequência de uso?
    19. Qual a melhor localização para a clínica?
    20. Quais as partes legais que precisa para se abrir a clínica?
    21. Quais serão os impostos?
    22. Qual lucro líquido que espero?
    23. Quanto tempo meu investimento retorna?
    24. As expectativas foram atendidas?

Todas essas questões e outras que surgirão no caminho, poderão ser respondidas no começo do empreendimento ou no decorrer do planejamento, mas não podem ser deixadas de lado.

Como abrir uma clínica odontológica?

Em relação aos meios legais, é necessário que você faça a abertura da sua empresa e que tenha CNPJ ativo e ainda vai precisar seguir mais alguns passos como:

  • Alvará de funcionamento solicitado diretamente na prefeitura da sua localidade;
  • Alvará da vigilância sanitária para liberação do seu estabelecimento para funcionamento de saúde;
  • A contratação de uma empresa especializada para o recolhimento do lixo contaminado que seria os insumos descartáveis ou mesmo a colaboração da prefeitura local nesse sentido;
  • Por último, caso tenha algum tipo de equipamento de raio-x específico é necessário que seja providenciado um laudo radiométrico do aparelho e pode ser feita através de empresas especializadas que possuem validade de dois anos.

Em seguida a parte documental básica, começamos a parte de regularização da empresa em si escolher o tipo de sociedade que sua empresa trabalhará, o nome dessa sociedade, providenciar a documentação necessária que é solicitada pela prefeitura referente a localização da sua empresa e também o contrato social.

As cláusulas necessárias que deverão constar dentro do contrato social, registrar sua empresa nos órgãos competentes e também no cartório de registro de pessoas jurídicas, na Receita Federal, inscrição da Prefeitura Municipal da sua localidade para emissão de notas fiscais de entrada e saída de serviços e produtos, a contratação dos empregados e o tipo de regime de trabalho, Salários, horários etc.

Vale lembrar que a sua empresa precisa seguir as normas do serviço de segurança do trabalho, dos bombeiros para poder manter o mínimo de risco possível dentro de sua clínica odontológica.

Pode até parecer um pouco complicado de começo, mas é fundamental seguir esses passos para abrir e fazer a gestão de sua clínica odontológica sem ter surpresas no final do planejamento.

E aí? Gostou do nosso guia completo de abertura e gestão? Quer deixar sua opinião, coloque nos comentários.

Fique por dentro de nossos próximos posts, não esqueça de se cadastrar em nosso newsletter.

E aí? Gostou do nosso guia completo de abertura e gestão? Quer deixar sua opinião, coloque nos comentários.

Fique por dentro de nossos próximos posts, não esqueça de se cadastrar em nosso newsletter.