Realize a gestão financeira da sua clínica médica de forma eficiente

Parece simples, porque é ter as receitas maiores do que as despesas e com certeza não tem segredo. No entanto, a gestão financeira de clínica médica na prática pode parecer algo um pouco complicado de fazer.

Em resumo, a função do local é cuidar das pessoas e é uma das profissões mais complicadas, pois tem muita pressão. Se um assistente administrativo erra em uma planilha, é preciso apenas reparar o erro e se for um médico?

Pode ser extremamente complicado precisar operar o joelho esquerdo e acabar abrindo o lado direito. Dessa forma, a gestão financeira de clínica médica deve ser pensada para que possa deixar tudo muito bem acertado.

Antes de entrar no tema da gestão, precisamos falar sobre a contabilidade da sua clínica médica. Sabemos que sua rotina é bem complexa e procuramos simplificar nosso processo para te ajudar a pagar o menor imposto possível e investir o menor tempo possível para cuidar da gestão financeira da sua clínica médica e focar no que realmente importa para você, que é atender seus clientes. Você quer saber como contratar nossos serviços especializados em contabilidade e gestão da sua clínica.

Você pode falar através do WhatsApp direto com nosso contador especializado ou através do nosso formulário de contato para solicitar um orçamento.

O que é a gestão financeira de clínica médica?

Em resumo, as avaliações, decisões e analises precisam ser pensadas para que as estratégias funcionem. A principal relação é a manutenção, captação e administração desses recursos econômicos que estiverem em questão.

Esse fato constituí a gestão financeira de clínica médica e em outras palavras é um grande conjunto. Trata-se de um conjunto de medidas e procedimentos que possam potencializar os ganhos de uma empresa.

Algumas perguntas são cruciais para entender como está funcionando essa gestão financeira da clínica médica. Dessa forma, para permitir que o entendimento fique melhor ainda, confira a seguir quais são as principais:

  • Como andam as finanças?
  • Onde estão alocados os seus investimentos, ou seja, quais são os que dão mais lucro?
  • O que consegue gerar mais despesa?

Para aqueles que não possuem as respostas para as perguntas, a chance de não conseguir crescer é grande. Sendo assim, é preciso pensar que a gestão financeira de clínica médica possa estar precisando de mais cuidado.

Vale lembrar que nesse cenário muitos fatores podem ser observados e devem muito bem analisados. Por exemplo: controle de caixa, gestão dos clientes e giro de rotatividade daqueles pacientes mais comuns.

É importante mostrar que existem vários softwares que auxiliam nisso, porque a tecnologia é uma grande aliada. A gestão financeira de clínica médica é um dos pontos mais importantes para que possa crescer.

Quais são os principais erros?

Em tese, quando alguém sabe o que não fazer, automaticamente, a chance de errar é bem menor. Dessa maneira, fica mais fácil de conseguir acertar e essa é uma enorme vantagem para todos os envolvidos.

Para a gestão financeira de clínica médica ser eficaz, é fundamental aprender o que deve ser evitado. Desse modo, chegou a hora de conferir 4 dicas principais para que você comece a ter os melhores resultados.

Achar que as despesas pessoais e empresariais são as mesmas

Trata-se de um erro muito comum e atrapalha a sua gestão financeira de clínica médica, especialmente se estiver começando. Pense que no final da semana será preciso quitar dívidas e fazer as contas é auxilia nisso tudo.

É adequado entender que as suas despesas pessoais devem ser diferentes daquilo que a clínica médica tem. Por mais que alguns médicos não tenham chefe, é importante fazer essa distinção e evitar maiores problemas.

Não projetar o fluxo de caixa

Para ter uma gestão financeira de clínica médica eficiente é preciso não projetar o fluxo de caixa. Do outro lado, é indicado entender as despesas que precisarão ser pagas nos próximos meses por meio das suas receitas.

Fazer um planejamento é muito importante, comparando entre o planejado e obtido é algo extremamente válido. Analisar as diferenças é essencial para entender os erros e conseguir maximizar cada vez mais os acertos.

Não ter um plano financeiro

Por meio desse planejamento prévio, é muito mais fácil de comprar o estimado com o realizado pela clínica médica. Ao administrar essa empresa sem qualquer planejamento é a mesma coisa do que navegar sem ter rota.

É importante mostrar que uma hora ou outra será um tanto perdido e nunca é algo indicado para você. Lembre-se que até conseguir reencontrar o caminho pode vir a demorar bastante e se planejar é algo muito positivo.

Não registrar as transações efetuadas pela empresa

Primeiramente, todas as transações devem ser muito bem registradas e não importa o tipo de gasto. Qualquer coisa que não for marcada, de maneira automática, pode não ser computada e isso não é algo positivo.

Por exemplo: ao adquirir uma determinada máquina parcelada em 24x, é preciso registrar corretamente. Esse fato é crucial para que as finanças possam funcionar adequadamente e evitar um dos erros mais comuns.

Dicas para ter uma gestão financeira de clínica médica eficaz?

Já foi possível aprender o que é a gestão financeira de clínica médica, ou seja, o ponto de partida do texto. Em seguida, existem os erros principais e o objetivo era que evitar que os problemas acabem acontecendo.

As dicas para aprender a aplicar uma gestão financeira de clínica médica que seja bem eficaz é importante. Obviamente que o auxilio da tecnologia é sempre importante, porém nem todas as pessoas aceitam esse investimento.

Não serão precisos mais do que 8 atitudes e a tendência é que você possa conseguir aplicar corretamente. Dessa forma, chegou a hora de aprender a aplicar e conseguir resultados financeiros bem melhores.

Faça o fluxo de caixa

Vale lembrar que todas as clínicas precisam ter um fluxo de caixa e seu caso precisará ser diferente. O profissional responsável por essa administração financeira deve dedicar cuidados especiais esses tipos de gastos.

Esse fato indica que o registro das movimentações financeiras precisa ser feito com o máximo de atenção. A organização é um fator crucial e as despesas do dia a dia devem ser registradas, conforme citado acima.

Caso seja necessário, contrate ajuda especializada

Em alguns casos, é preciso optar pela contratação de ajuda especializada e a gestão clínica ficará melhor ainda. Por exemplo: a declaração do imposto de renda pode dar problema e, tendo auxilio, pode não pagar a multa por atraso.

Em linhas gerais, o profissional é o grande responsável e também especialista na gestão desse tipo de finanças. Lembre-se que você deve aulas de anatomia e não sobre administração ou as melhores ferramentas disponíveis.

Outro fato importante é a ajuda que o contador dará, porque é necessário registrar a contabilidade corretamente. Além disso, a gestão financeira de clínica médica permite ao profissional gastar tempo com a sua vocação.

Separe as contas

Essa é uma das melhores dicas, porque a separação de contas a pagar e a receber é algo muito eficiente. Esse tipo de prática permite que o profissional possa enxergar os custos mais elevados da clinica e os que são supérfluos.

Daí para frente, é mais simples de diminuir as despesas e até mesmo os atrasos de pagamento podem ser mapeados. Além disso, é importante que as cobranças sejam feitas e diminuam a taxa de inadimplência dos pacientes.

Trabalhe com muitas tecnologias

É preciso mostrar que atrair o interesse humano é uma das principais vantagens que a tecnologia oferecer a todos. A principal facilidade é o acesso as informações para os médicos e também relacionado aos pacientes.

Os funcionários podem conseguir agendar consultas, mudar datas e acessar prontuários facilmente. Até mesmo a receita passada a dois anos atrás pode ser conseguida e a gestão financeira de clínica médica auxilia nisso tudo.

Separe as contas pessoais das profissionais

É comum existir essa confusão, especialmente quando o profissional está começando e aqui se faz necessário ter cuidado. A sua carteira não é a mesma que da empresa e a sua conta corrente também não, ou seja, pense bem.

Esse tipo de problema é comum e se você parar, a chance de conseguir ter lucro será muito maior. Por exemplo: um dinheiro usado para pagar uma despesa pessoal poderia ser utilizada para ficar guardado na reserva.

Crie um fundo de reservas para futuros imprevistos

Essa é uma das dicas para a gestão financeira de clínica médica que deve ser seguida e muito bem analisada. Certamente que vários negócios fecham e existe esse risco, sem contar outros ligados aos equipamentos.

Tudo o que está na clinica tem data de validade e caso seja preciso fazer uma troca, é necessário ter uma reserva. Se por acaso acontecer, a chance da clinica sofrer bem menos será maior e essa é uma grande vantagem.

Procure conhecimento sobre gestão financeira

Eu sei que a atividade médica requer estudo e deve ser constante, porém você também deve precisa estudar assuntos financeiros. De nada adianta ser o dono da clínica e não saber o que está acontecendo, pois o negócio é seu.

A dica é utilizar os vários materiais que o Sebrae oferece para controle de caixa sempre a seu favor. Caso não tenha tempo, pode ser uma boa alternativa algum software que faça com que tudo fique mais fácil.

Planeje-se corretamente

A consciência é crucial para que o planejamento seja realizado adequadamente, ou seja, é preciso ponderação. De nada adianta ter planos ambiciosos demais e pouco praticáveis, ou seja, trace metas possíveis.

Em resumo, registre os gastos e as previsões de faturamento e tudo de maneira bem pragmática, jamais arrojada demais. Lembre-se que a gestão financeira de clínica médica precisa que você mire a uma distância segura.